BACKSTAGE

Filosofias e blá blá blá.

QUARTIER LATIN

O desenhista, pintor e escultor que amava a dança

Todos os amantes da dança, algum dia, devem ter se deparado com algumas das telas a óleo, desenhos ou mesmo rabiscos a lápis de bailarinas em movimento ou em repouso. São imagens lindas; se aquecendo, amarrando sapatilhas, em cenas de ensaio ou mesmo em poses de descanso. O ambiente, normalmente, são as salas de aula.

As imagens, pinturas, desenhos ou esculturas, são sempre muito impressionantes, não pelas poses ou pela cena em que se encontram e sim pela realidade que apresentam.

Como retratar bailarinas em tela ou papel com tanta expressividade a ponto de torná-las portadoras de alma? A resposta é simples, estamos falando de DEGAS, o mestre EDGAR DEGAS.

Degas era um aficionado pelas cenas do cotidiano, pela forma humana e em especial pela figura feminina. Não aderiu ao costume dos impressionistas que pintavam ao ar livre, preferia o espaço interno de seu ateliê ou as salas de balé onde, frequentemente, assistia a aulas e ensaios.

Era um apaixonado por dança. Passava horas e horas assistindo espetáculos e visitando bastidores. Adorava observar e desenhar os corpos, bailarinas em movimento e em repouso. Em cena, ficava fascinado com a iluminação e o efeito de luz e sombra produzido nas formas humanas.

Foi, sem dúvida, um dos artistas mais importantes do século XlX.

Uma curiosidade que poucos sabem é que, quando as pessoas viram pela primeira vez sua escultura, “A PEQUENA BAILARINA DE 14 ANOS”, odiaram! Ela era feita de cera, tinha roupas de tecido e cabelos de verdade. Era tão parecida com uma menina de verdade que todos ficaram assustados. Para eles, aquilo não podia ser arte. A obra foi esquecida, deixada “de lado”, Degas a guardou, na verdade a escondeu. No entanto, logo após sua morte, a estátua foi moldada em bronze, foi inúmeras vezes replicada e passou, então, a ser exibida em museus de todo o mundo.

degas_quartier_latin

Se você ainda não teve contato com as obras de Degas, procure conhecê-las. Inicie pelas mais conhecidas. Busque pelos títulos. “DANÇARINAS ATANDO AS SAPATILHAS”, “A AULA DE DANÇA”, “A PEQUENA BAILARINA DE 14 ANOS” (escultura), “A PRIMEIRA BAILARINA”.

Tenho certeza de que vai se sensibilizar. É um presente para os olhos e a nossa alma agradece!!

 

escrito por: Marisa Ballarini

Deixe um comentário

CHEGOU A SUA VEZ DE SUBIR AO PALCO

Para mais informações sobre os cursos, e grade de horários utilize o formulário abaixo